Suspenso

IMG_20150805_134626 (1)

O sal do mar em sua pele parece reluzir ao pôr do sol

Mescla laranja e prata. Ofusca, é lindo.

Penso em manhãs ensolaradas, com previsões de chuva à tarde.

Fingíamos juventude sentados no asfalto quente enquanto o sorvete derretia

 Só fazíamos dar risada.

O alvoroço das manhãs, os pés entrelaçados e escondidos em segredo

Tic tac, tic tac denunciava o relógio e até do tempo gargalhávamos

Não lembro de algo tão natural sem o peso da vida apontando o dedo em riste

Talvez nunca tenha existido, é o que dizem

Essas lembranças- fantasma mantém o carrossel girando e girando

São provas contra ou a favor, são reais por unanimidade.

É uma pena que teve que ir embora junto com a promessa do baile de verão

Estou imaginando onde esconderam meu vestido vermelho

E quem tirou seu nome da lista? Apresente-se agora.

Sabiam que mesmo assim, eu estaria lá

As ondas do mar, a música, o Sol sumindo envolto em calma

As estrelas misturadas em nuvens espessas e todos correram para suas casas

A ideia de proteção é falsamente propagada.

De repente era tudo confusão

Simplesmente não entendi e acabou abruptamente

Os passos leves subindo as escadas, ameaça partir

Quis contar a novidade e disquei o número

Mesmo sabendo que já não estava mais lá.

Mesmo ardendo para que estivesse.

Anúncios

2 comentários sobre “Suspenso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s